MUITAS IDEIAS AINDA NA GAVETA?



Fim de Abril, o primeiro terço do ano vai se despedindo e parece que foi ontem que estávamos cheios de planos e ideias para fazer acontecer em 2019. O ano virou, o carnaval passou e o tempo voou.

Sim! Parece que foi ontem, mas não foi não, já faz teeeemmmpo. Tempo suficiente para resgatar da gaveta a ideia esquecida e torná-la realidade ou, pelo menos, realizável.

Você já se perguntou por que sempre acontece a mesma coisa? Por que idealizamos tanto e no final realizamos tão pouco?

Não?! Então vamos lá, eu vou contigo nessa empreitada, aperte o cinto, o questionamento chegooooouuuu!!!

Já notou que o ano vai acabando e, com a chegada do fim, nasce em você um siricutico, uma comichão?!

Ideias brotam, vontades afloram, planos, projetos e metas são idealizados, alguns até esquematizados, chegam no papel, mas de lá não saem, ao contrário, é o papel quem vai pro fundo de uma gaveta fazer companhia pra sua roupa de Natal e Reveillon usadas apenas uma vez pra nunca mais.

Como fogo de palha, as ideias começam ardentes, com labaredas altíssimas, anunciando o incêndio do século, mas, num piscar de olhos, morrem, entrando pra coleção, que mais parece um cemitério - "Aqui jaz mais uma ideia" -, esquecida, abandonada, deixada de lado.

Você nunca parou pra se perguntar o porquê suas ideias resultam sempre na mesma coisa? Ou melhor, não resultam em nada?

Sabe por que o destino da viagem é sempre o mesmo? Oras, porque você está embarcando sempre para o mesmo lugar.

Acho que chegamos num lugar que vale uma reflexão importante: Você quer realizar suas idéias? Quer mesmo? Aqui a vontade é condição, realização demanda empenho e a gente só se empenha de verdade em algo que a gente tem vontade, tem que querer.

A resposta dessa pergunta muda tudo, se for negativa, você sai automaticamente do jogo, e não tem problema, você descobriu que não tinha vontade suficiente, tudo bem, novas ideias virão. Mas se for positiva, significa que você ainda está no páreo, que ainda tem jogo e que o problema não está na ideia em si, mas no como você lida com ela.

Talvez o que esteja faltando seja sair da ideia e ir pra ação, mas tenha clareza, a coisa é contigo. É necessário que a sua postura mude, se você continuar agindo do mesmo jeito, o resultado será o mesmo sempre. O placar só muda, o resultado só se altera quando a sua atitude mudar. Se continuar igual, agindo igual, o final também será igual.

Faça um novo começo, desenhe um novo meio e, assim, tornará possível um novo final.

A bola está contigo, manda ela pra jogo!

Paula Maria


Feito por Eu Quero, Eu Crio 2019 · Todos os direitos reservados