A GENTE PODE TUDO, PAULA MARIA?


Não, a gente não pode tudo!!!


Claro que a gente deve olhar a vida com olhos atentos às oportunidades e à reinvenção, mas não, a gente não pode tudo. Porém, a gente pode muito, via de regra, bem mais do que estamos fazendo.


Então, se examine, se conheça, tenha consciência exata das suas capacidades e limites, tenha claro o que sabe, o que não sabe e o que está disposto a aprender, conheça o seu tamanho.


Nunca tivemos tantas empresas falindo. Sim, o bicho do empreendedorismo mordeu muita gente e fabricou a possibilidade leviana de que todo mundo pode e deve empreender. Não é verdade, nem todos podem ser empreendedores, e isso não é ruim, imaginem que a partir de agora todos nós tivéssemos capacidades e habilidades idênticas, seríamos todos iguais, seria insuportável a convivência, exterminaria uma das melhores coisas da vida, o acesso à diversidade.


É preciso se conhecer. Quando sabemos quem somos, do que somos capazes de dar conta, nossas possibilidades tornam-se mais elásticas. Ter clareza absoluta de quem você é, e sim, saber que não pode tudo, não deve ser um fator desmotivador, ao contrário, o exagero do positivismo faz com que nos aventuremos por terrenos desconhecidos, sem nenhum respaldo, nos valendo apenas do pensamento positivo de que ”vai dar certo”, e as vezes não dá, quase nunca dá (é raro o azarão vencer). Por exemplo, o Everest nunca foi tão escalado e nunca matou tanta gente, provavelmente gente positiva que acreditava que “podia ser o que quisesse”, e descobriram da forma mais trágica que não podiam, pagando com as suas vidas o preço do acreditar na fábula da autoajuda e do positivismo exacerbados, que grita: “você pode ser o que você quiser e tudo vai dar certo!”.


Ter consciência dos seus limites garante não só a sobrevivência, mas sobretudo te mantém a salvo das armadilhas comerciais que te fazem perder um tempo precioso da vida investindo em coisas que não te levarão a lugar algum.

É curioso que, quanto mais autoanalise, mais conhecimento de si, mais você poderá; assim como, quanto mais você trabalhar, mais sorte terá.


Gente, não tem milagre, tem que conhecer-se, ampliar o que já sabe, aprender o que não sabe, aceitar que existem coisas as quais você não tem habilidade para executar, empenhar-se e dedicar-se a fazer o seu melhor com as suas capacidades e limites, e aí sim, o seu tudo pode dar certo.


Obviamente que você não deve nem precisa mergulhar na mesmice. Reinventar-se está liberado e é condição para uma vida com satisfação, mais que isso, mudar faz parte do viver, portanto, você deve mudar, experimentar, arriscar, vivenciar, mas tendo consciência exata de quem você é, do que é possível pra você.


Descubra qual é o seu TUDO e siga, caminhe o seu caminho norteado pelas suas capacidades e não por modismos ou ideologias de super-poderes.


Paula Maria

Feito por Eu Quero, Eu Crio 2019 · Todos os direitos reservados